Licenciamento ambiental - Tudo o que vocĂȘ precisa saber para decolar igual um foguete!
Licenciamento ambiental - Tudo o que você precisa saber para decolar igual um foguete!
Licenciamento ambiental - Tudo o que você precisa saber para decolar igual um foguete!
23/02/2021

 

Você que está entrando para o mercado de trabalho na área ambiental ou que tem interesse por esse segmento, já deve ter se questionado em algum momento:

 

- "Será que isso realmente é para mim?"

 

- "Será que realmente tenho capacidade psicológica suficiente para entregar esse tipo de serviço?"

 

- "Ó céus, quem poderá me ajudar?" (Chapolim colorado, corre aqui!!!) 

 

Enfim, todas aquelas questões que ninguém responde e você praticamente tem vontade de jogar tudo pro alto e "vender miçangas na praia" ou fazer qualquer outro tipo de bico.... to mentindo? (Aplicativos de carona, curtiram isso)

 

Mas calma, antes de você sair por ai atirando pra todo lado, deixa eu te ajudar a clarear algumas ideias que podem fazer sua carreira decolar mais facilmente. Lembre-se: Foguete não dá ré! hahaha

 

O licenciamento ambiental, por exemplo, é um dos serviços mais realizados por quem trabalha na consultoria e muita gente tem dúvidas em relação a execução disso. Quer saber quais são as mais comuns?

 

Então se liga nesses pontos a seguir:

 

Primeiro ponto: Você acha que não sabe fazer um licenciamento!

 

Ó jovem [email protected],

Esta é uma carta aberta para você que sente que o primeiro licenciamento é sempre o mais difícil, afinal ninguém nasce sabendo tudo ou com experiência suficiente para se sentir seguro.

 

Aqui eu quero te dizer que o que vai te diferenciar dos demais é sua dedicação e força de vontade para conseguir aprender e entregar o serviço com maestria. (Noooossa coach, como você é ÓBIVO, não é mesmo?). Mas por mais óbvio que isso pareça, vou te dizer que isso AINDA é algo bastante esquecido pelas pessoas. Sim, eu sei.... é eu sei! (Vem cá, me abraça e vamos chorar juntos.... não pera!!)

 

Infelizmente, colocar a “mão na massa” e licenciar uma empresa do zero (isso quando é ensinado pela universidade) é ensinado muito pouco. E cá entre nós... universitário é tudo perdido quando tá na graduação, não é mesmo?! A gente mal sabe o que vai vestir pra ir pra aula quem dirá saber o que fazer e qual caminho seguir quando está lá dentro. Isso pode ocorrer muito porque não somos instruidos a como nos planejarmos, como visualizar metas e desenvolver um olhar mais empreendedor. Além é claro da falta de instrução de como aproveitar melhor a fase acadêmica que por si só pode oferecer muitas oportunidades que, no entanto, às vezes, por falta de conhecimento, não são exploradas tão a fundo.

 

A consequência disso é que muitas pessoas saem da faculdade caindo num limbo chamado de "O Terrível Mercado de Trabalho" muahahaha sem a menor expectativa e logo por insegurança ou por realmente não saberem como se colocar lá, ficam apavoradas. (É nessa parte que você chora e chama a Mãe. Mas calma!!!)

 

Para isso, existem duas opções mágicas (ou nem tanto) que são: 

 

1 - Se capacitar para se preparar para o mercado de trabalho; (O óbvio)

2 - Ou então ir na cara (de pau) e na coragem; (O vida loka)

 

Independente de qual "método" você escolha, é importante fazer contatos, pesquisar seu campo de atuação, nichos a serem atendidos e ir experimentando aos poucos para "sentir" aquilo que melhor funciona. Não tem muito segredo não, o negócio é ir fazendo, errando, fazendo de novo, errando de novo até aprender. É claro que com um bom planejamento tudo flui melhor, mas o importante é FAZER.

 

Aqui eu também destaco que não é necessária uma graduação específica para ser apto a realizar um licenciamento, e profissionais de diversas áreas podem realizá-lo, mas o mais importante é ter conhecimento e saber executar.... COM QUALIDADE, OK?!!

 

Segundo ponto: Quais documentos eu preciso para fazer um licenciamento?

 

A burocracia de um Licenciamento é bem "gostosinha" (contém ironia*) e saber quais documentos são necessários é de suma importância para o andamento de um processo de licenciamento. Eles seguem uma relação padrão entre os órgãos ambientais, podendo variar conforme as especificidades das atividades. 

 

Muitos órgãos ambientais dispõem em seus sites sobre a documentação necessária para LP, LI e LO.  Corre lá e dá uma "olhadinha" como quem não quer nada..... ainda é de graça!!!!

 

Devemos nos manter atentos, com um check-list de todos os documentos necessários em mãos e principalmente ter compromisso com os prazos (essa parte é importantíssima, real oficial).

 

Vale lembrar, que, outros documentos complementares podem ser solicitados pelos órgãos ambientais responsáveis (porque eles adoram um documento ou uma planilha, então já se prepara). Sendo assim, é sempre bom entrar em contato direto com seu mais novo "amigo do peito" (o órgão ambiental) para garantir que nenhum documento ficou de fora.

 

Terceiro ponto: Ter ou não ter parceiros no licenciamento? (Eis a questão)

 

Uma sociedade entre profissionais sempre terá seus prós e contras e na área ambiental não é diferente, meu jovem. Mas o que você realmente precisa ter em mente é que ter um parceiro pode acelerar ainda mais o processo da sua empresa, expandir o leque de oportunidades e o melhor: aumentar o faturamento (É uma festa dos cifrões $$$$$).

 

O importante é saber escolher com quem vai trabalhar e dividir esse bolo com você, afinal, já deve ter ouvido aquela expressão “sociedade é um casamento”. Pois é dessa forma que se deve enxergar, como um relacionamento (daqueles bem sérios). Por isso é importante ter confiança, sinergia e objetivos muito semelhantes. Uma boa parceria que tem todos esses adjetivos só pode dar certo.

 

Quarto (e último) ponto: Como procurar parceiros? (Hora da caça)

 

Primeiro, você não pode, simplesmente, sair por aí dando tiro pra todo lado, sem rumo e como se não houvesse um amanhã, em busca de alguém para fazer uma parceria. 

 

Primeiramente, é importante que se tenha em mente o perfil adequado daquilo que você quer e também do que NÃO quer em alguém para trabalhar com você, não é mesmo?!

 

A área de atuação e a formação curricular são importantes e devem ser complementares à sua, pois o leque de oportunidades no licenciamento ambiental é enorme, e quanto mais habilidades e competências seu negócio apresentar, mais chances de se destacar no mercado você terá e é aí que a concorrência CHORA e você enche os bolsos.

 

Estes são apenas alguns pontos importantes que destacamos pra você começar no mercado ambiental na área de licenciamento. Lembre-se que nossa área é multidisciplinar e oportunidades é o que não faltam. Mas claro que para isso precisamos ter calma e pensamento estratégico, logo tudo se resolve.